Os 3 segredos de quem realiza projetos incríveis

Nos últimos dois meses, minha carreira profissional deu um salto que eu jamais imaginei. Senti, pela primeira vez, borboletas na barriga de alegria, satisfação, reconhecimento, motivação. Tudo junto! A gente fica meio pasmo, sabe?! Pensa: “Será que foi comigo mesmo?!”. Sempre fui uma moça que gostava de ideias diferentes, mas fazer algo realmente grandioso parece um sonho distante.

Isso até eu quebrar essa ideia gigante em pequenas tarefas. Comecei a executá-las uma por uma. Olhei para trás e CARAMBA! Construí algo bom para alguém. Deixe-me explicar: criei o Realize – Programa de Protagonismo Digital para Jornalistas. Nome pomposo para dizer que é um curso para ajudar jornalistas a tirar projetos da gaveta e colocá-los na internet.

Eu sabia que daria certo? Claro que não. Senti medo? Todos os dias. Encarei. Resultado: 65 jornalistas participantes. Uau!

Nessa jornada de realizar o Realize, aprendi três fatores fundamentais de quem concretiza sonhos. Nenhum deles é fácil, óbvio. Mas quero compartilhar com você e mostrar que é possível e vale a pena. Vem comigo.

 

Gandhi_smiling_R

“Grandes batalhas são dadas a grandes guerreiros” Mahatma Gandhi

Batalha mental

Esse foi o maior desafio que encontrei no caminho. Aquela história de que nosso inimigo está na nossa cabeça é verdade, cara. Quantas e quantas vezes pensei em desistir. Pensei: “Nossa! quem precisa mesmo disso que eu estou fazendo? Já tem gente que faz parecido. Verônica, sua burra! Volta para a redação do jornal, faz concurso público. Ai, tem tanta gente melhor do que eu… Eu não vou conseguir terminar”.

A batalha que a gente vive na mente é a mais poderosa. Vencer essa luta diária é o principal segredo para fazer o que você precisa fazer, para produzir e não só se ocupar, para concretizar planos, parar de terminar e começar a terminar. Sua família pode te achar maluco e desaprovar seu novo caminho. Seus amigos não entendem bem o que você está fazendo. A grana pode faltar e o desespero bate na porta mesmo.

Ok, Verônica. É foda. Mas o que fazer na prática?

Tenho 3 dicas que funcionam comigo.

  1. Saiba onde você quer chegar. Tenha um propósito. O que você quer para sua vida? Facilmente você já é um adulto e tem levado a vida no automático por quantos anos? Ao descobrir isso, agarre com toda a força essa essência e se mantenha fiel a ela.
  2. Terapia é bom pra caramba. Se você teve uma experiência ruim, dê chances a outros terapeutas. Falar sobre o que nos aflige e encontrar nossas próprias soluções no divã é coisa linda de Deus! hahaha
  3. Respiração. É. Tá pensando bobeira? Começou a criar aquelas histórias mirabolantes na sua caixola? Pare tudo e respire profundamente por 10 segundos. Se não funcionar, pode vir aqui me cobrar. Parece um milagre. Quando estamos em stress, encurtamos o ciclo respiratório e pouco ar chega ao cérebro. Oxigene o bichinho por um tempo e perceba a imediata diferença de pensamento.

 

pitagoras

“Com organização e tempo, acha-se o segredo de fazer tudo e benfeito (nova ortografia)” Pitágoras

Organização

Você pode vencer sua batalha mental, ficar super empolgado para colocar seu blog, canal ou projeto no ar e, naquele alvoroço, tudo pode desabar. Você começa a pensar na montanha de coisas para fazer, principalmente nas mais difíceis. Traça planos, inclusive, que serão realizados em 10 anos. Mas o cérebro está lá tentando fazer você desistir e ficar na zona de conforto. Ele não quer esforço. Aqui, você precisa de organização.

Tem dicas? Siiiimmmmm!

  1. Quebre seu grande projeto em mini mini mini tarefas. Poxa. Se você quer construir um blog, por exemplo. Uma mini tarefa é escolher o nome ou criar um post, ou contratar o domínio… Uma coisa de cada vez, criatura. Não pense na vigésima tarefa que você tem que fazer. Isso é gastar energia com algo que você não consegue resolver. Foque no que você precisa fazer hoje e só. Kanban pode te ajudar a organizar fluxo de tarefas, Xmind a criar mapas mentais e Trello a fazer tudo isso de forma prática.
  2. Estabeleça uma rotina. Que horas você vai acordar? Em que período você é mais produtivo? Quais as tarefas que você vai fazer em cada turno do dia? Escreva isso, coloque no espelho do banheiro ou na porta da geladeira ou no Notes do celular. Só vá dormir quando todas as tarefas do dia estiverem concluídas. É hardwork, papai.
  3. Coloque alarmes do seu celular de duas em duas horas com a frase: “Você está se ocupando ou produzindo?” Essa será uma bronca que dará em si mesmo para refletir se o que você faz no momento é bobagem ou vai te levar a algum lugar.

 

kahlil-gibran

“A razão, reinando sozinha, restringe todo o impulso; e a paixão, deixada a si, é um fogo que arde até sua própria destruição.” Khalil Gibran

Impulso

Vencer a batalha mental e ter uma rotina organizada que te dê foco ainda serão insuficientes se você não tiver pelo o que lutar, impulso. O que te move? Essa resposta é completamente emocional. O que (ou quem) te dá forças para continuar a jornada?

Pode ser seu filho, quando você quer ter uma renda extra para oferecer uma educação melhor. Pode ser sua mãe, que precisa de mais tempo com você. Pode ser uma vontade de provar algo a si mesmo, porque alguém disse que você não conseguiria. Pode ser um propósito de contribuir com o mundo, de ganhar reconhecimento.

Por que você quer concretizar esse projeto? Seja honesto. Há chances de você esquecer dessa resposta ao longo do caminho. Quando acontecer, pare tudo e reveja seus motivos reais.

 

Batalha mental + organização + impulso = produtividade

Tem gente que vive. Tem gente que realiza.

Se você está no segundo time, esteja preparado. Esses três fatores vão te ajudar nessa trajetória. Foram os ensinamentos que tirei ao desenvolver o Realize e ao acompanhar tantos colegas engajados. Se você tiver mais segredinhos essenciais na vida de um jornalista empreendedor, coloque aqui nos comentários.

Fique com um vídeo rápido para saber como foi o resultado da primeira turma no Realize.

Beijos.

V.