Sacadas no maior evento de Marketing Digital da América Latina

Eu, jornalista Verônica, com sede de conhecimento para conteúdo digital fui parar no maior evento de Marketing Digital e vendas da América Latina, o RD Summit. Aconteceu nos dias 3 e 4 de novembro, em Floripa. Separei as melhores sacadas do encontro para você. Vem! Tá quentinho.

20161103_090141

1 – Temos que entender melhor as pessoas

Você não tem a forte sensação de que o jornalismo esqueceu do público? O fato, as verdades, o patrocinador, o anunciante e o chefe ficam acima do leitor? Peraí, stop tudo. Se você sente que falta conexão com o leitor, precisa entender detalhes de quem te lê. Vão aí 2 dicas.

  • Crie sua persona
  • Coloque a palavra-chave da sua editoria ou tema do seu site ou projeto, e repare nos exemplos que o Google sugere no pé da página. Pesquisei “jornalista” e fui até o finalzinho da tela. Veja aqui.

2 – Usuários desejam aprender mais do que marketers desejam vender

Você, jornalista, ensina o que para seu leitor? Será mesmo que nossa função é só intermediar a notícia? Se assim for, estamos fadados ao fracasso profissional. Fica a provocação: “No que você é bom e como pode compartilhar essa habilidade com as pessoas? Dica: produza conteúdo a respeito. 😉

3 – Outras possibilidades de produzir notícia

Passei por uma das estandes de marcas no evento e fui lembrada de uma ferramenta muito legal que conhecia há anos. Se você curte animação, precisa ver como funciona a Pow Tool. Agora imagine produzir conteúdo com isso? Além de texto, foto, vídeo, infográfico… acrescente mais uma possibilidade.

4 – O título tem 80% da força do conteúdo

Um dos problemas do jornalista que produz conteúdo na internet: a sede pelos cliques. As grandes agências do mundo têm o trabalho de criar 25 versões de um mesmo título antes de escolher a definitiva. PASME. Não adianta fazer um material incrível se seu público não é atraído pela “capa”. A vida não é fácil. Então, dê seu melhor no títulos, nas imagens e, claro, entregue o que promete no conteúdo.

5 – Você não é sua audiência

Esse conceito é muito importante. Muitas pessoas produzem conteúdo para pessoas que têm as mesmas características. O que é bom para você, é bom para os outros. Esqueça. Tome nota: sua audiência é quem quer ser você. Entenda isso e ganhe o mundo! O/

Queira mais… sempre mais! Nunca satisfeito. Assine para receber minha newsletter Sexta 3.0 com conteúdo para você atualizar sua versão de jornalista. Missão: quebrar paradigmas.

privacy Valorizo sua privacidade. Também odeio spam!

6 – A multitarefa torna você menos inteligente

Fazer mais de uma coisa ao mesmo tempo deixa você improdutivo. Óbvio? Mas por que ainda fazemos? Pare de começar e comece a terminar. Termine uma tarefa completamente para começar a outra. Se for o caso, peça uma ordem de prioridade a quem te dá demandas. Acredite: você ganha tempo e faz com mais qualidade.

7 – Escreva todos os dias

Ótima dica. Pratique a escrita todos os dias. Arrume um tempinho. Suas ideias vão ficar em ordem (o que é raridade hoje em dia) e vai melhorar muito sua comunicação. Um aplicativo que pode ajudar é o Ulysses, para Mac.

8 – Consistência é a disciplina da frequência

O segredo do sucesso é consistência. Seu canal no Youtube, blog, podcast ou qualquer outro projeto precisa de tempo e conteúdo para ganhar reconhecimento e audiência. Muita gente espera sucesso e dinheiro duas semanas depois da criação. Pode demorar anos, mas… (se seu conteúdo for foda), você chega lá.

9 – A história que o conteúdo passa é mais forte do que o conteúdo em si

Esse é um dos problemas do jornalismo fraco. Há fatos, mas não há história, engajamento, gostinho de próximo capítulo. Se jornalistas são contadores de histórias reais, temos que nos direcionar para bandas narrativas.

10 – Na corrida pelo ouro, quem ganha dinheiro é quem vende picareta

Foi a frase mais sensacional do meu amigo Henrique Bastos que ouvi nesses dias de encontro. Minha interpretação: enquanto muita gente está atrás de fazer dinheiro com produtos digitais, quem vende as informações para chegar lá ganha dinheiro. Outro exemplo: na corrida por salários melhores ou cargos elevados, quem oferece ferramentas para alavancar esse desejo é melhor amigo do money.

Quer mais?

Inscreva-se na minha newsletter Sexta 3.0. Toda sexta-feira, envio o que tem de bom na semana para atualizar nossa versão nessa profissão linda e marrrdita.

privacy Valorizo sua privacidade. Também odeio spam!

Bjs.

V.