Jornada do herói para jornalistas: conte uma boa história

jornada-do-heroi

Uma vez me falaram que o papel do jornalista é informar. Hoje tenho a certeza de que não. A principal função do jornalista é contar histórias reais. Esquecemos disso pelo deadline apertado, o grito do chefe, a conta do cartão de crédito chegando, o desespero de fechar o jornal. Os números e as notícias imediatas ganham força enquanto o personagem vira apenas um item obrigatório da reportagem. Essa é uma das causas do distanciamento do público e da sua desmotivação como profissional.

Quem nunca esteve desesperado atrás de um personagem com determinadas características para encaixar na matéria?! Essa banalidade tornou o jornalismo chato. Desde a formação da linguagem no ser humano, contamos histórias para passar valores e ensinar como sobreviver. É a técnica mais antiga do mundo e mais eficaz em comunicação. Por meio dela, informamos, conversamos, abrimos o debate, aprendemos. Opa! Peraí, a função do jornalista não é informar? Então, conte uma boa história.

Capote faz isso tão bem nas 440 páginas do livro A sangue frio que me deixa arrepiada. José Rezende Júnior consegue fazer o mesmo em 140 caracteres. Qual é a sua desculpa mesmo?! Claro que talento e experiência contam muito nessa hora, mas vale aprender técnicas de construção de boas histórias.

A principal delas é entender a estrutura narrativa que forma um herói. Joseph Campbell encontrou uma sequência de 12 passos semelhantes nas melhores histórias do mundo: de lendas orientais às princesas encantadas da Disney. SIM! Você pode usar isso para aprimorar seu trabalho como jornalista.

Preparei um guia desses 12 passos para usar na produção jornalística e exemplifiquei com a história mais famosa da humanidade: a de Jesus Cristo. Depois de ter esse material em mãos, tenho certeza que você nunca mais vai olhar seu personagem da mesma forma. Sério!

É pequeno, gratuito, bonito e você pode pegar aqui: Jornada do Herói para jornalistas

O entendimento dessa técnica mudou minha vida como profissional. Baixe o seu.

Beijo.
V.